top of page

Morphe

Uma coleção que reverencia a vida, e tem o presente como formador qualificante do bom e real viver.

IMG_20221217_154641_edited.jpg
1467px-Lytovchenko_Olexandr_Kharon.jpg

A coleção vive, e não por meio das minhas mãos que aos poucos deram forma as joias. Vive... pois espelha o que eu, genuinamente, acredito e tento transmitir, ideias fortemente apelativas ao nosso emocional.

Me espelho...Te espelho...


No cerne, somos iguais. A mitologia nos prova isso, espelha os mais profundo desejos e anseios de nós mesmos como experimentação narrativa para melhor confrontar o mundo a nossa volta e o que existe no interior de nossas almas. Presos em uma constante da modernidade líquida, estamos fadados em buscar estímulos que não nos verdadeiramente satisfaz.
Por meio deste, reflito: “Por que temos que esperar o nosso fim para sermos julgados, e não nos julgar enquanto vivos para poder mudar e alcançar o melhor?”.


Ao que se diz respeito ao óbolo de Caronte, releva-se e envolve-se por meio de seu conceito basal, imagens cíclicas como também de transição – da passagem da vida e a morte, de nosso último percurso desse grande rio chamado vida – e do compromisso para com nossas ações durante todas as passagens que nos faz e nos determina até o fim. 
Resgatar o óbolo, num contexto social em que as forças econômicas dominantes no mundo representam a negação daquilo que nos é mais sagrado, é mais que resgatar o mito de Caronte.

 

 

 

 

 

 

 

É uma forma de concretizar, em uma obra artística contemporânea, diversas relações e valores que são geralmente perdidas na busca do viver. 
Sua ligação direta com uma releitura  de um objeto que carrega uma alta estima e apelo emocional, propõe conversar diretamente com o usuário e tentar permitir através de emoções como o laço, felicidade, orgulho e individualização, alavancar o potencial das vias cognitivas reflexivas para que mudanças que possam ser ocasionadas com maior atenção e carinho, focadas ao que é genuinamente significativo ao seu presente.

IMG_0481_edited_edited_edited.png
Família Vivas, a queridinha da casa. Criada com intenção de criar um laço com quem a usa. Sua alta variabilidade, entre seus miolos, cria uma alta significabilidade ao tempo presente, aponta para a importancia das mudanças que temos ao longo do tempo assim como a importancia de mudar e melhorar, fugindo da chamada Modernidade líquida que Bawman tanto aborda em sua filosófia. 
IMG_20221217_161120_edited.jpg
Família almas desenvolvida pra te fazer refletir sobre o seu lugar em seu próprio mundo ou o seu lugar, no mundo dos outros. O lugar nada mais é que a reflexão constante sobre o que faz de você, você e do aproveitamento deste lugar mágico que nada mais é que sua vida. 
IMG_20221217_154641_edited.jpg
IMG_0153.jpeg
Família Cronos Glimmer nasce com um fator a compartilhar, a ponderação sobre as marcas do tempo nos objetos e seguindo um fator contemporaneo, as marcas do tempo em nós sres humanos. O quanto nosso passado pode dizer sobre quem somos hoje, a série de transformações que passamos são boas? 
bottom of page